7 conselhos que podem mudar seu casamento para melhor

7 conselhos que podem mudar seu casamento para melhor

Conselhos que podem mudar o seu modo de se relacionar com o seu parceiro e transformar o seu casamento. Onde existe amor, há sempre um caminho.

Não há regra para ter um relacionamento feliz. Mas se você realmente estiver disposta a passar a sua vida ao lado de alguém, então que os dias de vocês sejam os mais alegres possíveis. Se a relação não anda lá essas coisas, pare e pense no que você pode fazer para melhorar essa situação.

Relacionamentos não são fáceis, especialmente porque cada uma das pessoas envolvidas teve uma criação diferente, possui gostos e costumes que nem sempre são compatíveis. O modo de pensar de cada um às vezes gera conflitos e as separações estão cada vez mais constantes. Porém, se você mudar de atitude pode conseguir mudanças positivas.

Muitos preferem buscar soluções fora de casa, envolvendo-se com outras pessoas e as traições geram culpas e dores ainda maiores. Com a evolução feminista, a maioria das mulheres deixaram de ser submissas, conquistaram seu espaço profissional e assim ficou mais fácil abrir mão e jogar tudo para o alto, muitas vezes impulsivamente. Porém, muitos casais optam pelo fim da relação, sem ao menos tentar fazer com que dê certo e muitas vezes nem se percebe que não adianta mudar de parceiro.

O fato é que se existe um sentimento que os une, vale a pena tentar e a tentativa consiste em tornar a convivência entre vocês cada dia melhor. É uma tarefa diária e contínua, porém os resultados serão satisfatórios.

Não existe casamento perfeito, porém independente de religião, o autor do livro Sagrado Casamento, Gary Thomas tem muito a ensinar aos casais, principalmente aos que estão em crise no relacionamento. Augusto Cury e Koji Sakamoto também falam sobre o tema. Com essas leituras, selecionamos alguns conselhos que podem ajudar  você  a mudar seus pensamentos e atitudes em relação ao seu parceiro e com isso colher bons frutos.

Lembre-se que toda atitude gera uma consequência.

 

1 – Não tente mudar o outro, mude a si mesma.

Você casou com a pessoa que escolheu e gostou dela assim, porque tentar mudá-la agora?

Muitos relacionamentos são desgastados por casais tentando mudar um ao outro. Com o passar do tempo, o encantamento do início vai desaparecendo e passamos a conhecer as manias e defeitos da outra pessoa. Em primeiro lugar lembre-se que ninguém é perfeito, nem mesmo você. Procure pensar qual atitude sua pode ser modificada para que você alcance os resultados desejados em relação ao outro. Isso não significa que você precisa se anular para agradar ao outro, ceder um pouco não faz mal a ninguém e às vezes o que você precisa é agir diferente em determinada situação para que ele mude uma atitude da qual você não gosta.

 

2 – Não deixem de fazer coisas juntos.

“Casais saudáveis constroem pontes. Casais desinteligentes  vivem ilhados”, diz Cury. As pessoas casam-se com a intenção de não se separar, porém muitos casais passam a fazer mais coisas separadas do que junto, depois do casamento. A individualidade de cada um deve ser respeitada, porém na correria do dia a dia é extremamente necessário que o casal encontre um tempo para ficar juntos fazendo coisas que gostam em comum. Conversem, façam planos, riam juntos. Isso traz cumplicidade ao casal e a vontade de ficar junto só irá aumentar.

 

3 – O parceiro vem antes dos filhos.

“Coloque seu marido em primeiro plano, é com ele que você terá a missão para o resto da vida”, afirma Cury.

Este é um item que gera bastante controvérsias, principalmente entre as mulheres. Filhos não deveriam ser a prioridade? É óbvio que as crianças precisam de mais atenção e cuidados. Porém, muitos casamentos acabam depois do nascimento dos filhos, devido ao casal abrir mão da vida à dois e dedicar-se apenas à criança. Considera-se que isso é o certo a se fazer, porém se o casal não está bem, a criança também não fica.

Por mais que a criança consuma o tempo de vocês, não esqueçam de dar atenção um ao outro. Cuidem-se e amem-se e tenha certeza que estarão fazendo o melhor para seus filhos. Quando os pais possuem uma relação forte, as crianças estão livres para crescer, explorar e conhecer o mundo, cercados de amor.

 

4 – Se você ganha uma batalha, às vezes pode perder a guerra.

Muitas brigas começam por bobagens e são levadas até a última gota só para ver quem sai o “vencedor”. Ninguém gosta de perder, mas muitas vezes vale a pena ser feliz do que ter razão. Para isso não é necessário abrir mão do que você pensa e nem das suas vontades, mas antes de brigar, pense se realmente vai fazer alguma diferença ou se vocês só irão se afastar ainda mais. Releve ou tente colocar sua opinião sem discussões.

 

5 – Faça as coisas com amor

É muito comum mulheres reclamarem de cansaço por estar sobrecarregadas demais com todas as tarefas do dia a dia. Cuidar de filhos, trabalho, casa e marido não é fácil e as obrigações parecem não ter fim. Segundo os autores dos livros, é aí que mora o erro. Fazer por obrigação e não com amor, só resulta em stress e reclamações.  Tente preparar aquela comida pensando no prazer que sua família terá ao comer. Limpe sua casa pensando no quanto ela ficará aconchegante para vocês desfrutarem do tempo juntos. Ninguém precisa virar “Amélia” de um dia para o outro e sair pulando de alegria em fazer faxina, mas se você precisa fazer, melhor que faça com uma boa intenção. Tudo que se coloca amor, se colhe amor.

 

6 – Agradeça ao invés de reclamar

A única pessoa que pode controlar seus pensamentos é você mesma. Tente não olhar só para os defeitos do seu parceiro. As pessoas mudam com o tempo, porém a essência é a mesma. Se você se apaixonou por ele um dia é porque vê qualidades.  Olhe para elas e agradeça. As reclamações só trazem lamúrias e insatisfações, porém quando você agradece, mais coisas boas acontecem. Liste diariamente o que lhe agrada no seu parceiro e agradeça a ele o que faz de bom. Compartilhe com ele.

 

7 – Alguém precisa dar o primeiro passo

Não fique esperando que o outro “salve” o relacionamento. Se ainda há amor, há um caminho. Deixe o orgulho de lado e dê o primeiro passo. Tente com o coração aberto, com vontade de que dê certo. Mostre a ele que você quer isso. Nem todos os dias serão flores, mas se vocês estiverem unidos, passarão pelos problemas com muito mais facilidade.

 

Acima de tudo tenha paciência. As coisas não irão mudar de um dia para o outro. “Lembre-se que você casou para fazer a outra pessoa feliz, não fique só esperando que o outro te faça”, diz a psicanalista e homeopata Rubia Ganzarolli.

Não é fácil encontrar o meio termo, entre a submissão e o fazer por prazer. Somos por natureza seres egoístas e não vemos razão em dar sem receber, porém se nos doarmos verdadeiramente, com  amor e alegria, sem esperar nada em troca,  os resultados serão surpreendentes. “A felicidade do casamento está dentro de cada um”, diz Koji Sakamoto.

 

Fontes:

Augusto Cury : As regras de ouro dos casais saudáveis

Koji Sakamoto : A felicidade do casamento está dentro de cada um

Rubia Ganzarolli – homeopata e psicanalista (www.facebook.com/homeopatiaemcasa)

Gary Thomas : Sacred Marriage (Sagrado Casamento)

Share This

1 comment

  1. Patricia

    Puxa que legal…..Adorei o texto, pois quem vive em relacionamentos matrimoniais sabe exatamente o que esta sendo dito aqui.
    A frase acima foi a que mais me tocou “Lembre-se que você casou para fazer a outra pessoa feliz, não fique só esperando que o outro te faça”, da Rubia Ganzarolli … Difícil viu… Pois somos egoístas por natureza, e amar apenas por amar sem esperar o retorno do parceiro não é para qq um, rs….
    Obrigada pelos conselhos, foram de grande Valor…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *